Comunicação
Control + Alt + Delete nas redes sociais
14 de setembro de 2021
0

O Institute for Rebooting Social Media, uma nova iniciativa do Berkman Klein Center for Internet & Society (BKCIS), da Universidade de Harvard, propõe reiniciar as redes sociais nos próximos três anos

As redes sociais, inicialmente, serviam como motores da democracia e da disseminação da verdade. Mas, de acordo com o BKCIS, elas não servem mais a esse propósito. Pelo contrário, agora, disseminam mentiras, dividem as pessoas, causam danos físicos e psicológicos aos usuários.

Além disso, as plataformas contribuíram para a desconfiança nas instituições, influenciaram negativamente as eleições de vários países e ajudaram no crescimento do discurso de ódio racial, étnico, político, religioso e de gênero.

Mas como tudo tem um lado bom, as redes sociais também têm benefícios que valem a pena preservar. Elas possibilitam o acesso ao conhecimento, criam valiosas comunidades autogerenciadas e estimulam movimentos culturais importantes.

E é esse lado que o Institute for Rebooting Social Media pretende fortalecer na comunicação on-line, enquanto procura minimizar seus efeitos negativos.

Se a forma mais popular de melhorar o funcionamento de um computador travado é apertar um botão e reiniciar tudo, por que não reinicializar as redes sociais para resolver os problemas gerados por elas?

Conheça o Institute for Rebooting Social Media e todos os seus programas e projetos para dar uma guinada nos meios digitais.

houseTI

0

Hous360 Agência

Posts relacionados

Médico observa paciente entrando em aparelho de tomografia

Inteligência artificial detecta demência após uma única tomografia

Cientistas estão testando o novo sistema e acredi...

Saiba mais
Uma parceria do Facebook com a ONG Recode abriu, na última segunda-feira (9/8), inscrições para cursos gratuitos do programa “Conectando seu futuro”

Cursos gratuitos a jovens em situação de vulnerabilidade

Uma parceria do Facebook com a ONG Recode abr...

Saiba mais
Pesquisadores da Loving AI e Hansen Technologies querem tornar as máquinas cada vez mais humanas, ensinando robôs a amar, escutar e ter empatia

Um coração ao homem de lata

Pesquisadores da Loving AI e Hansen Technologies q...

Saiba mais

Comentários